De olho em modelos de sucesso mundo afora, jockeys pedem inclusão do turfe no Marco Regulatório dos Jogos

Rafael Dornas
Rafael Dornas
27/10/2021

Em meio ao processo de regulamentação dos jogos de azar no país, representantes da indústria do turfe já deixaram claro que não querer ficar de fora da movimentação que toma conta na Câmara dos Deputados. Em reunião recente com membros do Grupo de Trabalho (GT) criado para atualizar o texto do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil, dirigentes de jockey clubes e de entidades do turfe enfatizaram a importância de incluir a modalidade na regulamentação, reafirmando os benefícios que isso traria para os hipódromos do país.

O encontro aconteceu na sede do Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro, e foi promovido pelo seu presidente, Raul Lima Neto. Segundo ele, os jockeys não estão conseguindo sobreviver somente com apostas no setor.

O principal objetivo é de incluir bingos nas instalações dos hipódromos do Brasil – além de colocar, também, máquinas de jogos e de corridas virtuais. Citando exemplos internacionais, Lima Neto disse que o mesmo ocorreu em estabelecimentos argentinos e uruguaios, onde a ideia foi um sucesso, e os locais se transformaram em “grandes centros de entretenimento”.

José Carlos Lodi Fragoso Pires, diretor do Jockey Club de São Paulo, também participou da reunião e falou do modelo de “racinos” (racing, em inglês, “corrida” + cassinos), que já é implementado nos Estados Unidos. Ele também disse que a indústria do turfe gera três (3) milhões de empregos, sendo 600 mil diretos.

A expectativa é que o pedido de contemplar o turfe no Marco Regulatório dos Jogos seja atendido – o deputado Bacelar (Podemos/BA), coordenador do GT e presidente da Comissão de Turismo, já deixou claro seu apoio, e disse que vai trabalhar para que a modalidade seja considerada na revisão do texto.

O GT, criado em setembro, tem 90 dias para apresentar a proposta, com a expectativa que ela seja votada e aprovada até o fim do ano.

Sobre o Jockey Club Brasileiro

O Jockey Club Brasileiro é a entidade que administra o Hipódromo da Gávea, na cidade do Rio de Janeiro. Fundada em 1932, é considerado o palco mais tradicional das corridas de cavalo no país.

O espaço conta ainda com clube social, escola primária, escola de profissionais do turfe, teatro, oito (8) restaurantes, galerias de arte, e um amplo espaço, apto a sustentar eventos diversos. O jockey é aberto ao público para visitações e tem entrada gratuita.

Na segunda metade do século XIX e até as primeiras décadas do século XX, as corridas de cavalo eram os mais importantes espetáculos de esporte do Rio de Janeiro, e o Jockey Club do Brasil era o mais movimentado do país naqueles tempos.

Apostar em corridas de cavalo no Brasil é legal?

Sim, é legal apostar em corridas de cavalo dentro do território brasileiro. O problema é que as apostas na modalidade são bastante limitadas no país, já que ocorrem, em sua maioria, apenas dentro dos hipódromos ou em sites de jockey clubes autorizados pelo Governo Federal.

A única casa de apostas com permissão para fazer as transações no país é a Betsson, que, ainda assim, tem todas as suas “movimentações” captadas, processadas e pagas pelo Jockey Club do Rio Grande do Sul, na cidade de Porto Alegre.

De qualquer forma, assim como em outros esportes, os brasileiros podem fazer apostas em corridas de cavalo em sites hospedados no exterior.

Rafael Dornas
Rafael Dornas
Jornalista e produtor de conteúdo aficionado por esportes, une a paixão por esse universo ao interesse pelo mundo do gambling. Está sempre em busca de histórias interessantes e fatos para noticiar, especialmente àqueles relacionados ao futebol.
Bónus de Boas-Vindas
100% até R$600
Estrela
Estrela
Estrela
Estrela
Cinzento Meia Estrela
4.72/5
por Mister Cassino
Betsson

Comentários

Deixar um Comentário

Junte-se à Nossa Comunidade e Receba Guias e Ofertas Exclusivas!

Quer ser parte do maior portal de notícias e guias para cassinos online do Brasil? Veja abaixo como se tornar membro do Mister Cassino para receber informações fresquinhas no seu e-mail!